Rede varejista gaúcha é a primeira no Brasil a adotar sacolas plásticas antivirais e antimicrobianas d2pAM™ e biodegradáveis d2w™

Sacolas Anticorona vírus e Antimicrobianos

A rede gaúcha Cotripal é pioneira no Brasil a adotar em toda a rede varejista de supermercado as sacolas plásticas com o aditivo d2pAM™, o primeiro no mundo a bloquear 99,8% dos vírus (com testes realizados pelo Laboratório Eurofins), inclusive o Coronavírus, e 99,99% das bactérias e fungos nos plásticos. A novidade mais recente é que o plástico d2pAM™ foi submetido a testes rigorosos nos laboratórios da UNICAMP e foi aprovado em todos os procedimentos realizados com eficácia de 99,9% a 99,99%. As normas utilizadas foram as internacionais ISO.

A também gaúcha Polifilme, fornecedora das sacolas, escolheu a Cotripal para oferecer em primeira mão a tecnologia no Brasil. “ Fomos pioneiros no estado a fabricar sacolas biodegradáveis d2w. Temos uma parceira de muitos anos como fornecedores da Cotripal. Sei o quanto a Cotripal preza pela proteção do meio ambiente e certamente entenderia o valor da proteção para as pessoas que a tecnologia d2pAM tem a oferecer para os seus clientes”, comentou Clóvis Lopes, proprietário da Polifilme.

A tecnologia inglesa chegou ao Brasil por meio da RES Brasil. O aditivo d2pAM™ é um conjunto de substâncias desenvolvido pela multinacional Symphony Environmental que protege as embalagens contra a proliferação de vírus, bactérias, fungos e mofos. “É uma tecnologia segura e os componentes do aditivo estão em conformidade com os regulamentos e resoluções da FDA (Food and Drug Administration) dos Estados Unidos, da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no Brasil e entidades da União Europeia para contato com alimentos, medicamentos e cosméticos”, explica Eduardo Van Roost, diretor-presidente da RES Brasil.

A Cotripal decidiu investir nessa tecnologia com o objetivo de aumentar a proteção dos clientes, associados e funcionários que utilizam as sacolinhas nos estabelecimentos de varejo. A rede já utilizava as sacolas plásticas biodegradáveis d2w™ (que na biodegradação resultam em água, dióxido de carbono e biomassa) e agora combina a proteção do d2pAM™ na mesma sacola. A durabilidade do aditivo é permanente pelo tempo que o plástico não degradar, ou seja, pelo tempo que durar o plástico, promovendo a SAÚDE CIRCULAR ao proteger contra a contaminação cruzada todas as pessoas que tocarem no produto, desde a produção até a coleta e reciclagem.

“Acredito que muita coisa vai mudar no pós-pandemia no que diz respeito aos controles sanitários e de higiene. A população já tem adotado novos hábitos, como limpar sacolas e embalagens de produtos depois de chegar do mercado ou da feira. Então tudo o que facilitar a rotina e trouxer segurança será bem-vindo.”, comenta Rudi Nei Schneider, diretor de Varejo da Cotripal.

A série 97000 dos aditivos d2pAM™ não contém nano partículas de prata, o que torna viável e segura a sua aplicação em todas as embalagens plásticas para alimentos, cosméticos e todos os produtos que o consumidor compra nas lojas e supermercados. A tecnologia ainda pode ser aplicada em filmes para proteção de superfícies, filmes para empacotamento, tintas, vernizes, cartões de crédito e equipamentos de proteção individual, como máscaras, luvas etc.

Produtos d2pAM™ auxiliam na proteção da saúde da população ao reduzir riscos de contaminação cruzada, mas vale sempre lembrar que todas as medidas de higiene, distanciamento social, uso de máscaras e todas aquelas recomendadas pelas autoridades devem ser sempre seguidas.