O que é bom nos plásticos fabricados com aditivo d2p™?

tecnologia-d2p

Michael Laurier, CEO da Symphony Environmental Technologies, fala sobre as tecnologias de proteção da d2p.

Muitas vezes somos lembrados dos efeitos negativos do plástico; portanto, você pode se surpreender ao saber que existem muitas inovações em plástico para proteger a saúde e o bem-estar humanos.

A Symphony Environmental fez muito trabalho nesse campo e desenvolveu um conjunto de produtos sob a marca d2p (desenhada para proteger).

Comida

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação afirma que cerca de um terço dos alimentos produzidos para consumo humano são perdidos ou desperdiçados. O desperdício de alimentos é uma questão global que faz da proteção e preservação de alimentos uma prioridade fundamental. O plástico é muito melhor que o papel para esse fim – principalmente se o produto é molhado.

A Embalagem de Alimentos precisa garantir não apenas que os alimentos sejam protegidos contra patógenos prejudiciais, mas que qualquer migração de produtos químicos de materiais em contato com os alimentos para os alimentos esteja em níveis que não prejudiquem a saúde humana nem afetem a natureza e a qualidade dos alimentos.

Muitos tipos de frutas e legumes continuam a amadurecer após serem colhidos, e esse amadurecimento pode alterar a cor e a textura dos produtos, diminuindo o prazo de validade.

As embalagens de alimentos feitas com d2p Ethylene Adsorber, adsorvem etileno de dentro da embalagem e retardam a deterioração dos alimentos.
O aditivo sequestrador de oxigênio d2pOS também é importante nas embalagens de alimentos, pois o oxigênio contribui para reduzir a decomposição dos alimentos dentro das embalagens.

Na agricultura, a Symphony fornece aditivos para filme mulching que vai biodegradar após o uso (portanto, não precisa ser removido dos campos e descartado). Estes aditivos também podem ser fornecidos com propriedades anti-inseto e antimicrobiano.

Insetos

Mas não é apenas nas embalagens de alimentos que as novas tecnologias tiveram um impacto. O plástico também se mostrou muito útil para proteger as pessoas de insetos, principalmente das doenças transmitidas por vetores de insetos, como mosquitos e moscas.

Os masterbatches plásticos inseticidas da Symphony podem ser incorporados na produção de telas mosquiteiras. O d2pAI (anti-inseto) garante que as telas sejam protegidas por toda a vida útil do produto, tornando-as mais baratas de produzir e mais fáceis de usar.

O d2pAI pode ser incorporado em bancadas de plástico e outras superfícies, tornando-as letais para os insetos. Também pode ser adicionado em filmes e sacos agrícolas, como sacos para banana, para evitar que os insetos destruam as culturas, e mais recentemente foi usado para evitar que os insetos perfurassem os tubos de irrigação agrícola.

Cuidados de saúde

O aumento da resistência das bactérias aos antibióticos ajudou a impulsionar uma grande variedade de produtos plásticos antimicrobianos usados em ambientes de saúde. Qualquer coisa, desde escovas de dentes, luvas, capas de sapatos, colchões, cortinas, máscaras, aventais e aventais hospitalares, está sendo feita com plástico antimicrobiano, além de equipamentos médicos, como seringas e cânulas.

Encanamento

A tecnologia antimicrobiana agora pode ser incluída nos canos de água potável, ajudando a evitar o acúmulo de biofilme. A vida útil do tubo de plástico é de cerca de 50 anos, o que significa que o biofilme tem muito tempo para se acumular nos tubos de distribuição de água. Esse biofilme pode incluir muitos microrganismos patogênicos para os seres humanos e animais, afetando a qualidade da água.

Incrustações marinhas
Não apenas protegendo as pessoas, mas economizando dinheiro, o HDPE (polietileno de alta densidade) agora é amplamente utilizado na indústria de construção de barcos, e o d2p pode ser incorporado ao plástico para impedir o crescimento de organismos aquáticos, ajudando a preservar a integridade da estrutura e reduzindo o custo de manutenção.

Roedores

Os roedores têm um forte instinto de mastigar e roer, podem causar estragos nos sistemas elétricos se mastigarem os revestimentos e exporem fios, o que significa que qualquer edifício (antigo ou novo) pode ser afetado. Os fios expostos podem causar incêndio ou eletrocussão. Os revestimentos plásticos com d2p para cabos elétricos garantem que os roedores não sejam incentivados a fazê-lo, e agora todos os cabos elétricos devem ter essa proteção.
A Symphony continua a desenvolver e expandir sua gama de tecnologias de proteção para ajudar a economizar comida e dinheiro, mas mais importante ainda para salvar vidas.

Fonte: Bioplastics News