China suspende importação de peixe de empresa brasileira após suspeita de coronavírus

Caso está sendo investigado pelas autoridades de saúde na China (Foto: Alvarélio Kurossu / Agencia RBS)

Caso está sendo investigado pelas autoridades de saúde na China (Foto: Alvarélio Kurossu / Agencia RBS)

Este tipo de problema pode ser reduzido de forma fácil e muito simples, protegendo as pessoas da contaminação por vírus nas superfícies das embalagens.

Coronavírus em embalagens. A tecnologia dos aditivos plásticos d2pAM tive comprovada a sua eficácia da redução de 99,9 a 99,999% do coronavírus nos plásticos produzidos com esta tecnologia. Agora disponível no Brasil para toda a indústria de embalagens e produtos plásticos.

Leia a reportagem

China suspende importação de peixe de empresa brasileira após suspeita de coronavírus

Em agosto, autoridades chinesas também levantaram suspeitas sobre contaminação de frango importado de Santa Catarina

25/09/2020 – 19h02

Caso está sendo investigado pelas autoridades de saúde na China (Foto: Alvarélio Kurossu / Agencia RBS)

Caso está sendo investigado pelas autoridades de saúde na China (Foto: Alvarélio Kurossu / Agencia RBS)

O governo da China informou que a partir deste sábado (26) vai suspender por uma semana a importação de peixe de uma empresa de pescados do Brasil. Conforme a alfândega chinesa, um pacote de peixe congelado vindo do Brasil testou positivo para coronavírus. As informações são da agência de notícias Reuters.

Conforme a divulgação, a empresa em questão é a Monteiro Indústria de Pescados, com unidades em São Paulo e no Ceará. A importação será suspensa por uma semana, enquanto as autoridades chinesas investigam o caso. O pacote em questão seria de peixe-espada.

O caso é parecido com outro que envolveu o setor pecuário catarinense no mês passado. No começo de agosto um comunicado emitido na cidade de Shenzen, na China, divulgou que autoridades de saúde encontraram uma amostra do coronavírus na superfície de asas de frango que foram importadas de Santa Catarina. A carga era da Cooperativa Aurora e veio da unidade de Xaxim, no Oeste catarinense.

Nos dias seguintes várias entidades, entre elas a própria Organização Mundial da Saúde (OMS), se pronunciaram sobre o caso e afirmaram que a amostra teria sido recolhida na embalagem, e não na carne, e que a contaminação na comida estava descartada. O caso não chegou a ser totalmente comprovado, mas causou uma suspensão temporária das exportações da unidade de Xaxim para Hong Kong.

Fonte: https://www.nsctotal.com.br/noticias/china-suspende-importacao-de-peixe-de-empresa-brasileira-apos-suspeita-de-coronavirus