Asfalto produzido com lixo plástico

asfalto

asfalto

Já existem uma série de iniciativas voltadas para evitar o consumo desnecessário de plástico, mas há ações que vão além. Desde a década de 70, na Europa e nos Estados Unidos, o plástico já servia como elemento para a criação de asfalto mais resistente e que melhor absorvesse o impacto.

Entretanto, eram feitos com plásticos novos e não os que haviam sido descartados. Nessa época, ainda não havia grandes estudos sobre o impacto que o excesso de lixo plástico poderia trazer ao meio ambiente.

Hoje, com os avanços tecnológicos, países como a Índia já possuem 100 mil km de estradas feitas de plástico que também tornam os caminhos mais resistentes ao calor e a variações de temperatura e reduzem o barulho produzido pelo tráfego.

Asfalto feito com plástico reciclado

No Reino Unido, a MacRebur recicla itens como sacolas e garrafas de plástico e até fraldas usadas para produzir um asfalto mais resistente.

A empresa transforma o plástico em um material granulado (pellets) ou em forma de flocos, que substituem parte do betume usado na mistura do asfalto.

A empresa assegura que os resultados são asfaltos com superfícies mais duráveis. Elas são resistentes a rachaduras e deformação, por exemplo.

Esta solução não apenas reduz a quantidade de petróleo no asfalto, como reaproveita resíduos de plástico que poderiam contaminar o meio ambiente.

Segundo a MacRebur, o desempenho desse novo asfalto é 60% superior ao do material tradicional. Por isso, as estradas demandam menos conserto (como buracos na estrada), reduzindo o custo de manutenção.

Cerca de 3 a 10kg de plástico são usados em cada tonelada de asfalto, dependendo da estrada.

 

Gostou do post? Acesse o nosso blog.